Olá galera!

Estamos trabalhando para ter um estatuto que reflita a realidade dos nossos jovens hoje. Um estatuto deve existir no seu grupo de jovens como uma ferramenta para ajudar o ministério e não um dispositivo de regras. Estes são os MODELOS de estatutos para UMPI Local e Regional que caminham a anos. Incentivamos você a adaptar para sua realidade.

Baixe e leia também algumas considerações importantes sobre eles.

 

estatuto umpi local

Modelo de Estatuto das UMPIS Locais – CLUs 

Como organizar a UMPI da minha igreja local? Como fazer a eleição para Coordenador Local? O que compete a um(a) Coordenador(a) Local?

Considerações interessantes sobre estatuto:

1 – Quem escolhe os assessores é o Coordenador eleito e NÃO a Assembléia. Esse é um erro muito recorrente!

2 – A idade mínima e a idade limite devem ser adequadas dentro de cada realidade. Converse com o seu pastor ou conselheiros de jovens sobre este assunto. Esse ítem deve ser adequado em uma Assembleia para reforma do seu estatuto local.

3 – Enviar relatórios de trabalhos realizados para a CNUMPI, CRUMPI e Conselho da igreja local não é burocracia e sim ajudar a escrever uma linda história para as próximas gerações.

4 – Faça a sua eleição como sugerido no Art. 14 para que o(a) próximo(a) Coordenador(a) Eleito(a) tenha tempo hábil para realizar o seu planejamento.

 

Modelo de Estatuto da Coordenadoria Regional da UMPI – CRU

O que é uma CRU e qual é a sua finalidade? Como organizar a CRU do meu presbitério? O que compete ao Coordenador Regional?

Considerações interessantes sobre estatuto:

1 – Quem escolhe os assessores é o Coordenador eleito e NÃO a Assembléia. Esse é um equívoco muito recorrente em presbitérios!

2 – Compete à Coordenadoria Regional acompanhar, orientar e promover o desenvolver o trabalho das UMPIs locais, do seu próprio presbitério e não de outros presbitérios.

3 – Enviar relatórios de trabalhos realizados para a CNUMPI e Presbitério não é burocracia e sim ajudar a escrever uma linda história para as próximas gerações.

4 – Só tem assento na Assembléia da CRU, MEMBROS de diretorias locais (parágrafo único – Cap III). Normalmente são convocados todos os jovens do presbitério para participar da Assembleia e isso está ERRADO.

5 – Uma dica para ajudar a organizar mais rapidamente a Coordenadoria Regional da UMPI, é descobrir quem é o Secretário da Família (antigo Secretário de Forças Leigas).

6 – Lembrando que o arquivo anexo é apenas um Modelo. Ele poderá ser adequado através de Assembleias.

 

Estatuto da Coordenadoria Nacional da UMPI – CNUMPI

Reformulado no Congresso Nacional da UMPI /2008, em Itapecerica da Serra/SP, o presente estatuto foi homologado pela COMEX no mesmo ano e começou a valer a partir de 2009.

Considerações interessantes sobre o novo estatuto:

1 – As candidaturas só são possíveis através de chapas (evitando dissolução de diretorias por motivos disciplinares ou desistência por parte do(a) Coordenador(a), evitando desta forma mobilizações emergenciais para eleição de um(a) novo(a) Coordenador(a)).

2 – Um parágrafo único no Cap. II explicando detalhadamente os documentos necessários para o devido assento na Assembléia.

3 – Agora só há quorum se houverem 2/3 das CRUs devidamente organizadas, extinguindo o antigo artigo que previa a realização da Assembléia com qualquer número após 30min.

 

Ainda tem dúvidas? Envie um email para falecom@cnumpi.com.br. Nosso equipe terá o prazer de esclarecê-lo(a).